Estádio Vivaldo Lima - Manaus

Thumb

A idéia da construçao de um estádio em Manaus surgiu do governador Plínio Coelho, que chegou a lançar a pedra fundamental, mas as obras de construção do Estádio Vivaldo Lima, tiveram início no governo de Artur César Ferreira Reis (1964 -1967).

Para projetar o estádio foi convidado o arquiteto mineiro Severiano Mário Vieira de Magalhães Porto, que veio morar no Amazonas. A ordem era projetar o maior e mais bonito estádio do Brasil.

O local escolhido para o projeto foi a Avenida Constantino Nery, na época apenas um caminho no meio da floresta, com poucas moradias. A maioria das pessoas achavam que ninguém iria assistir futebol em um "local tão longe".

No governo de Artur César as obras foram iniciadas, mas pararam nas fundaçoes. Em 1967, tão logo o novo governador, Danilo Duarte de Matos Areosa assumiu o governo, tratou de reiniciar as obras do estádio.

Para a empreitada, o governo do Estado, contou com o apoio de Flaviano Limongi, primeiro presidente da Federaçao Amazonense de Futebol (FAF). Flaviano teve papel fundamental, uma vez que empenhou-se pessoalmente na construção do estádio, tanto na campanha para conseguir dinheiro, quanto para trazer a Seleção Brasileira na inauguração, três anos depois.

Uma das parcerias como forma de conseguir dinheiro para a concretização do empreendimento foi firmada pelo governo com as fábricas de refrigetantes de Manaus, que destinavam 1% do faturamento para as obras. Participaram da campanha as fábricas Magistral, Anadrade, Luséia, Baré e Tuxaua.

O trabalho de construção do estádio foi realizado pela empresa Irmãos Prata, já a empresa Cointer Ltda construiu os túneis e vestiários.

Com pouco dinheiro em caixa, as obras pararam em 1969 e voltaram a serem  iniciadas em 1970, quando a empresa Brahma, a Livraria Escolar e a Loteria Esportiva do Amazonas tiveram participação importante na retomada dos trabalhos.

O objetivo de Danilo Areosa era inaurgurar o estádio em grande estilo. Com ajuda de Limongi, que era amigo de João Havelange, na época presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foi marcado o jogo da Seleçao Brasileira de Futebol na inauguraçao do Estádio Vivaldo Lima, antes de irem para o México, quando o Brasil sagrou-se tricampeão de futebol.

Na tarde de 5 de abril de 1970, uma tarde de domingo, ainda sem conclusáo, foi inaugurado o Estádio Vivaldo Lima, com a Seleção Amazonense enfrentanto a Seleção Brasileira de Futebol. O árbitro da partida foi Arnaldo César Coelho, com público pagante de 36.828 pagantes, naquela época um aglomerado de pessoas que Manaus não havia visto antes.

O estádio foi realmente concluído em 1971, quando o governador João Walter de Andrade (1971/1975) terminou as obras que faltavam e mandou construir o estacionamento para receber jogos do Campeonato Brasileiro de 1972.

Em 1995, durante governo de Amazonino Mendes (1995/1998), o Vivaldo Lima passou por uma reforma geral, com instalaçoes sendo modernizadas. A reinauguração aconteceu no dia 20 de dezembro de 1995, com jogo Brasil 3 x Colômbia 1. Dentre as modernidades recebidas na reinauguração constavam lugares especiais, cadeiras, cobertura de aço, instalações para imprensa, placar eletrônico norte americano, som holandês. A grama esmeralda era a mesma do estádio Rose Bowl, onde foi disputada a final da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos.


Em 2010, para cumprir projeto para Copa do Mundo de 2014, o Estádio Vivaldo Lima será demolido para dar lugar uma moderna arena que será sede de jogos das seleções.

Histórico:


Estádio Vivaldo Lima


Início das obras: 1965- Governo de Artur César Ferreira Reis


Inauguraçao: Governo de  Danilo Areosa (1970


 



» Conheça Também

Thumb2

Geral

Santo Agostinho, bairro de Manaus

Na década de 70 a cidade teve mais um surto de migrações, tanto de pessoas do interior, quanto das regiões Norte e Nordeste, em busca de melhores condições de vida proporcionada pelo advento da Zona Franca, criada em 1967. Essas pessoas tinham que......

Leia Mais

Thumb2

Parques Nacionais

Jaú, Parque Nacional

O Parque Nacional do Jaú, Sítio do Patrimônio Natural Mundial da Unesco, situa-se no Estado do Amazonas, a 220 km de Manaus. É o maior parque nacional do Brasil e o maior parque do mundo em floresta tropical úmida e intacta. O nome Jaú, oriundo do......

Leia Mais