Real Forte do Príncipe da Beira

Thumb
O Real Forte do Príncipe da Beira foi construído durante governo de Luiz Pereira de Mello e Cáceres, governador de Mato Grosso durante 17 anos (1772/89). Coube-lhe a escolha da designação do Real Forte do Príncipe da Beira, em homenagem ao primogênito de D. Maria I, D. José II, príncipe da Beira, uma cidade em Portugal. Seu primeiro construtor foi o engenheiro militar Domingos Sambucetti. A conclusão das obras foi feita pelo engenheiro militar, sargento-mor Ricardo Franco d'Almeida Serra. Quando foi inaugurado o REAL Forte do Príncipe da Beira já não tinha mais importância militar devido aos vários acordos celebrados entre Portugal e Espanha e ao declínio acentuado do ciclo do ouro NO vale do Guaporé. Desse modo, o forte passou de quartel de vigilância e combate para presídio do governo imperial brasileiro e, posteriormente, do republicano, até ser totalmente esquecido NO meio da floresta. A mão-de-obra utilizada na construção do REAL Forte do Príncipe da Beira foi, principalmente, a de escravos negros e indígenas. Portal Amazônia 23.01.2006-GC

» Conheça Também

Thumb2

Cultura

Pinacoteca do Estado

A Pinacoteca foi criada através da Lei nº 233, de 18 de julho de 1965, no Governo Arthur Reis, com o objetivo de ?promover o desenvolvimento da cultura artística, manter exposições de artes plásticas e iconográficas em caráter permanente ou......

Leia Mais

Thumb2

Índios

Caiapós, povos indígenas da Amazônia

Kaiapó: Ou Kayapó, ou Caiapó. Povo de língua da família Jê. Distribuem-se por 14 grupos, num vasto território que se estende do SE do Pará ao N do Mato Grosso, na região do rio Xingu. Os grupos são: Gorotire, Xikrin do Cateté, Xikrin do Bacajá,......

Leia Mais