Aleixo, bairro de Manaus

Thumb


O bairro do Aleixo em Manaus surgiu a partir do ano de 1942, quando ocorreram as primeiras invasões no local, que era utilizado costumeiramente como atalho para a Colônia Antonio Aleixo, antigo leprosário da cidade, e de onde advém seu nome.

Origem

Em sua origem, o bairro ficava nos limites do perímetro urbano da cidade e não oferecia muitos atrativos para os moradores, uma vez que a região era dominada pela floresta e não havia rede de água, de luz e saneamento básico, além de abrigar, até 1968, o lixão municipal de Manaus, hoje Horto Municipal.

Moradores

Foram os próprios moradores que abriram as primeiras ruas do bairro, utilizando inclusive facões nesta tarefa, ou contratando o serviço de tratores, forma pela qual abriram-se as ruas São Domingos e Bonsucesso.O bairro se constituia de inúmeros igarapés que hoje estão aterrados ou poluídos, como é o caso do igarapé do Curre, muito lembrado pelos moradores antigos.


De acordo com Clóvis Ferreira, morador do bairro há 45 anos, o igarapé era comumente utilizado para tomar banho e pescar emprestando seu nome à antiga rua do Curre, atual Severiano Nunes. Nesta rua, estava localizado o bar Nacionalino, ponto de referência no bairro durante muitos anos e que funcionou até 1983.


Nessa época, o Aleixo passou a atrair grande número de pessoas vindas de diferentes pontos da cidade para freqüentar as muitas casas noturnas e bares do local, como o Stakadrink?s, ou Drinkfacas, famoso pelas confusões ocorridas nos recintos. Além do Caranã, o Clube dos Oficiais, o Rip Show Clube e o prostíbulo popularmente chamado de Tia Xica.


Contraste habitacional

À medida que os anos passaram os antigos bares foram se exaurindo e deram espaço às novas formas de diversão e entretenimento no bairro, como a casa de jogos e boliche Amazon Bowling, a boite Zoom e o complexo poliesportivo do Vicentão, composto pelo campo de futebol e as quadras de vôlei, que atendem também as comunidades das áreas adjacentes.

Urbanização

O Aleixo inicia seu processo de urbanização no fim da década de 70, consolidando-se na de 80. Mesmo com todo esforço empenhado, o bairro carece de postos médicos, escolas públicas, delegacia de polícia e feiras livres.

Destaque

O destaque do bairro são os prédios que abrigam instituições que compõem o poder Judiciário do Estado, como o Tribunal Regional Eleitoral, a Delegacia Regional do Ministério do Trabalho, o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual e Secretaria da Fazenda. Também funcionam no Aleixo importantes órgãos administrativos, como a sede central dos Correios, o Tribunal Henoch Reis, que durante o início de sua construção sofreu um incêndio suspeito que paralisou suas obras durante mais de vinte anos.

Igrejas

O bairro conta ainda com as agências bancárias do Itaú e Bradesco, além de posto de atendimento do banco do Brasil. As inúmeras igrejas católicas e evangélicas fazem parte do cenário com destaque para as principais: São José de Belo Horizonte, São Benedito, Santa Edwigens, São Paulo Apóstolo, Sagrado Coração, igreja da Paz, Assembléia de Deus e 1ª igreja Batista do Aleixo. Localizado na zona centro-sul, fazendo divisa com os bairros de São Francisco, Petrópolis, Coroado e Adrianópolis. Tem uma população, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística -Censo de 2000) de 19.282. Sua principal avenida é a André Araújo (em homenagem ao patriarca da rede de comunicação Calderaro). Vários becos também compõem a malha viária da região.

No Aleixo, observa-se uma grande variedade de moradias, com casas de madeiras e pequeno padrão de desenvolvimento humano, até casarões e palacetes, principalmente os conjuntos habitacionais que compõem o bairro, como o Huascar Angelim, Jardim Espanha e Jardim Paulista, além dos condomínios Abílio Nery e Barão do Rio Negro.

Caractéristicas

Estas características tornam a área um bairro paradoxal, no qual convivem pessoas das mais diversas classes econômicas e sociais. Em termos de atividade econômica, são diversas as opções de compras para seus moradores, como padarias, drogarias,vídeos locadoras, supermercados, lojas de material de construção, lan house, salões de estética, vidraçarias, academias, grande quantidade de oficinas automotivas, sorveterias e pet shopps.

No entanto, o bairro não oferece um numero suficiente de escolas públicas aos moradores de menor poder aquisitivo, mas é grande a concentração de escolas particulares.

Bairro das comunicações

Conhecido por muitos como "Cidade das Comunicações", na parte alta do bairro estão edificados os prédios onde funcionam a Rede Amazônica de Rádio e Televisão, a TV e jornal A Crítica, TV Rio Negro.

No campo da pesquisa, o Aleixo encerra o seu perímetro urbano com o Inpa (Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia) que tem contribuído para a ciência e a tecnologia em níveis nacional e internacional, além de ser formador de pesquisadores em toda a Amazônia.




 



» Conheça Também

Thumb2

Geral

Flores, bairro de Manaus

A conquista de novos espaços no perímetro urbano da cidade, a partir da povoação da antiga Vila Municipal, atual Adrianópolis, se deu em direção a Zona Centro-Sul. As linhas dos bondes seguiram até o mais recente bairro da cidade. Em 1891, a área......

Leia Mais

Thumb2

Cidades

Lucas do Rio Verde (Mato Grosso)

História 

As obras de abertura da rodovia BR-163, pelo 9º BEC (Batalhão de Engenharia e Construção), ligando Cuiabá a Santarém (PA), na segunda metade da década de 70, mobilizaram os primeiros colonizadores para......

Leia Mais