Itacoatiara, município do Amazonas

Thumb

Os registros de povoamento na região datam de 1655, quando o Padre Antonio Vieira cria a Missão dos Aroaquis na Ilha de Aibi, nas proximidades da boca do Lago do Arauató. Porém a Missão não progrediu em razão da investida dos índios Muras. Por cinco vezes o povoado mudou de lugar.

O desconhecimento sobre a região não os deixava observar que estavam deslocando-se dentro da grande área dominada pelos índios Muras, que compreendia praticamente toda a calha do Rio Madeira. Razão que os fez mudar para a foz do Rio Abacaxis.

O povoado desta vez instalou-se em terra firme e as investiduras dos Muras eram menores.

Com o notório progresso do povoado o capitão-general-governador da Amazônia, Francisco Xavier de Mendonça Furtado, irmão do Marquês de Pombal, em visita ao lugar resolveu alavancar o lugar para categoria de Vila. Porém, os moradores já tinham previamente escolhido um novo lugar em razão da insalubridade e dos constantes ataques dos índios. Desta vez trocaram a calha do Madeira pela margem esquerda do Rio Amazonas. Mais precisamente no Sítio Itacoatiara.


Todavia, a mudança só foi efetivada em 19 de abril 1758. Mendonça Furtado após verificar o lugar in loco, deixou o sítio Itacoatiara e partiu para Barcelos para empossar o coronel Joaquim de Mello e Povoas como governador da capitania de São José do Rio Negro.


Em 01 de janeiro de 1759, acontece de fato e direito a instalação da Vila com denominação portuguesa de SERPA que estaria sob a proteção de N. Sra. do Rosário de Serpa, cuja imagem foi trazida de Portugal para a Vila recém formada.


Foi a 3ª Vila instalada do Amazonas pela estratégica posição geográfica, exercia considerável influência na região, ficando inclusive o Lugar da Barra, atual Manaus, sob sua dependência política. A Comarca de Serpa compreendia aproximadamente metade da área do Estado.


Em 1840 Serpa foi duramente atingida pela revolução dos cabanos.


E finalmente em 25 de abril de 1874, com base no projeto nº 283 de autoria do Dep. Damaso de Souza Barriga, a antiga Vila de Serpa é elevada a categoria de cidade, resgatando a origem indígena com a denominação ITACOATIARA,fazendo uma alusão as pedras encontras no Jauary (bairro da cidade que fica situado na margem do rio amazonas, onde encontram-se várias pedras com inscrições em baixo relevo feitas pelos primitivos habitantes).


Em 24 de agosto de 1932, na frente da cidade aconteceu a célebre Batalha Naval envolvendo os navios Ingá e Baependí dos legalistas da constitucionalista de São Paulo.Os navios Jaguaribe e Andirá estavam sob o comando dos rebeldes.


Foram construídas trincheiras no litoral da cidade. O então prefeito Major Gonzaga Pinheiro e o Padre Pereira foram à bordo do navio dos revoltosos e taticamente negociaram a rendição da cidade.


Na realidade estavam ganhando tempo no aguardo da chegado dos navios Ingá e Baependí para tirarem os moradores da Velha Serpa do sufoco. Os navios aliados investiram bravamente sobre os revoltosos, partindo o Jaguaribe e o Andirá ao meio, trazendo novamente a paz à cidade e o retorno dos moradores que se afugentaram para o Lago de Serpa e outros se embrenharam na selva e ficaram esperando o desenrolar da situação




Entrada da cidade

Cronologia Histórica

O Município de Itacoatiara foi criado pela lei nº. 74 de 10 de dezembro de 1857. Mas no ano de 1858, outra vez é erigida em vila, com o nome de Nossa Senhora do Rosário de Serpa. Em 27.11.1871, pelo Decreto Imperial nº. 5.146, é criado o termo judiciário de Serpa.

Em 10.02.1872, através do Decreto Imperial nº. 5.210, o termo judiciário de Serpa é reunido ao de Silves. Em 25.04.1874, a Lei nº. 283, eleva a antiga Vila de Serpa a categoria de cidade, com o nome de Itacoatiara.



Em 25.04.1876, é criada a comarca que se instala em 11.09.1896 . Em 28.11.1830, pelo Ato Estadual nº. 45, o município de Urucará é anexado ao de Itacoatiara.

Em 14.09.1931, pelo Ato Estadual no. 33, o município de Urucurituba é anexado ao de Itacoatiara.

Em 1935, com a reconstitucionalização do estado, Urucará e Urucurituba retornam à condição de municípios.

Em 01.12.1938, pelo Decreto Lei Estadual no. 176, a comarca de Itacoatiara perde os distritos de Ambrósio Aires e Murutinga para o novo município de Autazes e parte do subdistrito de Curupira para o novo município de Nova Olinda do Norte.

Em 10.12.1981, pela Emenda Constitucional no.12, de seu território é desmembrado o distrito de Amatari, que passa ao município de igual nome.


Porto de Itacoatiara




Aspectos Econômicos

Na sua produção agropecuária predominam a cana, o feijão, o cupuaçu e a malva. Nas permanentes se destacam cacau, café, coco e laranja, extração de madeira, borracha e gomas não elásticas são bastante representativas na economia local. A pecuária é representada principalmente por bovinos e suínos, com produção de carne e de leite destinada ao consumo local e exportação. A pesca é abundante, o município destaca-se como entreposto pesqueiro, tanto para o consumo local como para exportação.

Infraestrutura:

A Secretaria de Estado da Saúde ? SUSAM, mantém na sede do município, duas Unidades Mistas, destinadas a prestar atendimento de pronto-socorro, maternidade, atendimento cirúrgico, odontológico e hospitalar. Possui laboratórios de análises clínicas e têm à disposição da população local e da periferia, ambulâncias para o transporte de emergência.


Igreja Matriz

Educação:
 

A Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino ? SEDUC mantém na sede do município treze estabelecimentos, ministrando ensino médio e fundamental:

* Escola Estadual Coronel Cruz Rua Monsenhor Joaquim Pereira nº 186- Centro *

Escola Estadual Deputado Vital de Mendonça Rua Alvaro França nº 1740- Colônia

* Escola Estadual Dr. Fernando Ellis Ribeiro Rua Nossa Senhora do Rosário nº 2822- Iraci *

Escola Estadual José Carlos Martins Mestrinho Rua Benjamin Constant nº 3735- Santo Antônio

* Escola Estadual Mendonça Furtado Rua Adamastor Figueiredo nº 2989- Jauary

* Escola Estadual Professora Luíza de V. Dias Rua Francisco Glicério nº 240 - Colônia

* Escola Estadual Senador João Bosco Ramos de Lima Rua Coronel Queiroz s/nº - Pedreiras

* Escola Estadual Sérgio de Mendonça Aquino Novo Remanso - Zona Rural

* Escola Estadual Anília Nogueira da Silva Costa da Conceição - Zona Rural * Escola Estadual Maria Ivone de Araújo Leite Rua Nossa Senhora do Rosário nº 3401 - São Jorge

* Escola Estadual Professora Mirtes Rosa M. de Lima Rua Mário Andreazza nº 2541 - São Cristóvão

* Escola Estadual Deputado João Valério de Oliveira Av. Torquato Tapajós nº 6331 - Pedreiras

* Escola Estadual Vicente Geraldo M. Lima Av. Sete de Setembro s/nº - Centro

* Centro Inter. Osório da Fonseca Rua João Valério nº 772 - Centro

Segurança:

A Polícia Militar é encarregada da segurança da população local e periferia. O 2º Batalhão de Polícia Militar está sediado no município, sob o comando de um Coronel (Comandante), com um efetivo de 50 soldados, destinados à manutenção da ordem e segurança pública.


Pedra Pintada

Infra-Estrutura Básica

Energia:

A produção  e distribuição de energia estão a cargo da Companhia Energética do Amazonas - CEAM, que mantém no município uma usina a diesel com potência total de 12.227 KVA. Abastecimento d'água: A captação e o abastecimento de água, estão a cargo da Fundação Nacional de Saúde ? FNS, com captação feita através de 8 poços tubulares. A água é recalcada até um reservatório com capacidade para 500m3 e distribuída aos consumidores, também em fase de expansão.

Comunicações:

Os serviços de telefonia NO Município estão a cargo da  empresa OI que mantém uma agência, operando com os serviços de DDD. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos ? ECT mantém uma agência para receptação e distribuição de correspondências, bem como os serviços postais necessários à população. A cidade também conta com telefonia celular provida  pelas empresas VIVO e TIM.


Igreja de São Francisco


Aspectos Físicos e Geográficos

Localização: situado na mesorregião nº. 3, microrregião nº. 9, código municipal nº. 0190. Dista da Capital do Estado 175 km em linha reta e 201 km via fluvial. Área Territorial: 8.949,20km² Clima: tropical, chuvoso e úmido. Temperatura: máxima de 31ºC e mínima de 23,2ºC. Altitude: 18m acima do nível do mar.

Coordenadas

Cartesianas: situa-se a 3º 8` 54`` de latitude sul e a 58º 25`
de longitude a oeste de Greenwich. Limites: limita-se com os municípios Silves, Boa Vista do Ramos, Urucurituba, Maués, Autazes, Nova Olinda do Norte, Careiro, Rio Preto da Eva e Manaus. População: 72.105 habitantes, com 46.465 habitantes na zona urbana e 25.640 na zona rural.

Eventos Culturais

Festival da Canção de Itacoatiara ? FECANI, que acontece NO mês de setembro; · Festa do Aniversário da Cidade, em 25 de abril;

O Salão de Artes Plásticas, NO mês de março e o Festival Folclórico, NO mês de junho

 Prefeitura Municipal:

0 (xx) 92 3521-3519 / 3521-2381 / 3521-1715

Câmara Municipal:  0 (xx) 92 3521-1828

Correios:  0(xx) 92 3521-1900

Fonte: SEGOV-AM

www.portalamazonia.com

Tem mais informações sobre Itacoatiara? Tem fotos de Itacoatiara? Ajude a divulgar sua cidade. Envie para portalamazonia@redeamazonica.com.br ou ligue para 092-3216-5559.




» Conheça Também

Thumb2

Geral

Aparecida, bairro de Manaus

bairro de Aparecida, na zona centro-sul, adotou em sua origem nomes como Cornetas, Cajazeiras ou bairro dos Tocos. O primeiro por conta do contigente do Exército antes localizado no igarapé que cortava o......

Leia Mais

Thumb2

Biodiversidade

Floresta Amazônica

A Floresta Amazônica, maior floresta tropical do mundo ocupa o norte do território brasileiro, nos estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Amapá, Mato Grosso, Tocantins e Maranhão, estendendo-se também por......

Leia Mais