Portal Amazônia » Notícias » Matéria

atualidades

01/09/2012 às 15:53 Eliena Monteiro - jornalismo@portalamazonia.com

Milton Cordeiro destaca desafios do jornalismo da TV Amazonas

O diretor de jornalismo da TV Amazonas fala sobre o trabalho baseado na ética e a expansão do grupo para o interior da Amazônia.

Foto: Reprodução/TV Amazonas

MANAUS – Milton de Magalhães Cordeiro, nome digno até de um prêmio. Com atitudes firmes e expressões suaves, o advogado por formação e jornalista por vocação conduz o jornalismo da TV Amazonas há 40 anos. Em entrevista ao portalamazonia.com, ele relembra do início da Rede Amazônica até a expansão das ações do grupo para o interior dos estados da região.

Em 1972, o lado dos amigos Joaquim Margarido e Phelippe Daou, Milton Cordeiro fundou a Rede Amazônica, com um objetivo ambicioso: integrar a Amazônia. “Com a TV Amazonas, suprimos essa necessidade de levar a comunicação para toda a nossa região”, conta o diretor de jornalismo da Rede Amazônica.

Nem mesmo as dificuldades de acesso e a falta de tecnologia impediram a realização do sonho dos três amigos. “Naquela época, era mais difícil. Não havia satélites. Tivemos dificuldades em montar uma emissora perfeita em todas as capitais e depois levá-las para o interior dos estados. Quando a Rede Amazônica chegou a Manaus, Boa Vista, Porto Velho, Rio Branco e Macapá gerou uma expectativa na própria população local”, relembra o diretor de jornalismo.

Após implantar o sinal da TV Amazonas nas capitais, o grupo percebeu que ainda era pouco. Milton Cordeiro conta que, com o processo de “estadualização” da informação, a Rede Amazônica também passou a pautar o dia a dia do interiorano nos telejornais do canal. “No interior dos estados, temos o videorrepórter. Em algumas cidades, temos um jornal local, onde a própria população se vê e se noticia. Com isso, os moradores das cidades mais distantes sabem o que acontece nas suas cidades e também na capital”, ressalta.

Prestação de serviços

Nesses 40 anos de história, a TV Amazonas interferiu na rotina de muitos telespectadores, promovendo responsabilidade social. Com o “Amazonas Serviço” – que ajuda a encontrar pessoas desaparecidas – o canal contribui com o trabalho do Serviço de Acolhimento Institucional Emergencial. “É um serviço de interesse público”, resume Milton Cordeiro.

Outra atividade que promove a participação da população é o “Fala Comunidade”. De iniciativa da Rede Globo, o programa foi incorporado à TV Amazonas e apresentou bons resultados. Para o diretor de jornalismo, o diálogo com o poder público facilita as respostas aos questionamentos dos comunitários. “Não é unilateral. Ouvimos a população e o poder público está presente para responder as questões da sociedade”, pontua.

Conheça a história de Milton Cordeiro

Capacitação

Pioneira, a TV Amazonas abriu caminho para o surgimento de outros empreendimentos dentro do grupo. É o caso da Fundação Rede Amazônica, que capacita profissionais com cursos técnicos em áreas como comunicação e informática. De acordo com Milton Cordeiro, o investimento nos profissionais do grupo extrapola os limites região. “Nossos colaboradores fazem estágios na Rede Globo em várias cidades, como Brasília, Recife, São Paulo e Rio de Janeiro”, afirmou.

Empreendedorismo

Participante ativo das reuniões de pautas da TV Amazonas, Milton Cordeiro atribui o segredo do sucesso da Rede Amazônica à credibilidade da informação, isenção, verdade e ao empenho em atender população. Aos que pretendem seguir no ramo da comunicação, ele deixa um recado: “Sugiro que essa juventude não esqueça da boa leitura, faça um bom curso de comunicação e seja sempre honesto e ético na redação das matérias.”

COMENTÁRIOS