Portal Amazônia » Notícias » Matéria

atualidades

24/10/2012 às 8:03 Juçara Menezes - jornalismo@portalamazonia.com

Ponte Rio Negro aumentou turismo em três municípios do Amazonas

Balneários recebem mais visitantes desde outubro do ano passado em municípios como Iranduba, Manacapuru e Novo Airão.

Praça 16 de julho, em Manacapuru. Foto: Elizabete Menezes/Arquivo Pessoal

Praça 16 de julho, em Manacapuru. Foto: Elizabete Menezes/Arquivo Pessoal

MANAUS – As opções de lazer do manauara aumentaram após a inauguração da Ponte Rio Negro. A abertura da via, há um ano, fez crescer vários setores da economia – especialmente o turismo – em Iranduba, Manacapuru e Novo Airão, municípios diretamente beneficiados. Balneários, hotéis e restaurantes ampliaram seus negócios e viram duplicar sua renda.

A partir deste ano, a expectativa é que o turismo cresça mais de 10% nos três municípios. As informações são do presidente da Associação Brasileira de Bacharéis em Turismo (Abbtur), Itamar de Souto.

Na opinião de Souto, a ampliação das alternativas de passeio do manauara torna imperativos a manutenção e melhorias no setor de lazer. “Quando há maior facilidade de acesso, as pessoas passam a querer conhecer. Temos, porém, que pensar mais adiante. Temos que conseguir manter os locais organizados, coordenar tudo para que as atividades sejam perenes. Senão, cria-se um problema e é muito mais difícil reestruturar tudo de novo”, pontuou.

Opções variadas

Mesmo com a opção de ida e retorno em menor tempo, os visitantes ainda aproveitam o pernoite para conhecer melhor a cidade. Festas tradicionais, como o Festival de Cirandas de Manacapuru, receberam este ano um maior número de pessoas. “Os hotéis ficaram lotados e famílias alugavam quartos para os turistas. A cidade ainda carece de locais para quem quer passar mais de um dia no município”, relatou a autônoma Josiane Martins.

Pedagoga aproveita banho do Meriti. Foto: Edilene Menezes/Arquivo Pessoal

Pedagoga aproveita banho do Meriti. Foto: Edilene Menezes/Arquivo Pessoal

Na Estrada Manoel Urbano, o Banho do Miriti – próximo à sede de Manacapuru – viu um aumento significativo de banhistas. A jornalista Elizabete Menezes comprovou o crescimento após a inauguração da Ponte. “Sempre passeamos com a família até o local. Não eram todos os fins de semana que o banho lotava, mas percebemos uma frequência grande no número de pessoas”, opinou.

Para a professora Edilene Menezes, a possibilidade de conhecer novos lugares despertou o interesse por Novo Ayrão. Ela foi com as filhas e o neto para Cirandeira Bela, onde conta ter passado um dia diferente. A pedagoga aproveitou a folga para fazer excursionismo (passar um dia e retornar à cidade original), tipo de turismo que também se desenvolveu com a abertura da Ponte. Como afirma Souto , mesmo com pouco tempo, este tipo de lazer é positivo por gerar fluxo diário de renda para bares, restaurantes e balneários.

Balneário Cirandeira Bela. Foto: Edilene Menezes/Arquivo Pessoal

Balneário Cirandeira Bela. Foto: Edilene Menezes/Arquivo Pessoal

O banho do Miriti, em Manacapuru, e da Cirandeira Bela, em Novo Airão, já são conhecidos do grande público. Em Iranduba, a A novidade é o Balneário Refúgio Ecológico, localizado no km 11. Inaugurado em janeiro deste ano, o local abre todos os dias da semana e tem até pista oficial de MotoCross.

O proprietário do local, Carlos da Silva, conta ter adquirido o terreno de 560 m2 pensando na ampliação do turismo na cidade. “Temos clientes todos os dias e a demanda é crescente. Estamos trabalhando no crescimento das opções do local. Além do restaurante, do bar e do banho – dividido em ‘piscinas’ adulto e infantil – o balneário terá brinquedos para as crianças e outras novidades”, adiantou.

Balneário Refúgio Ecológico. Foto: Juçara Menezes/Portal Amazônia

Balneário Refúgio Ecológico. Foto: Juçara Menezes/Portal Amazônia

COMENTÁRIOS