Portal Amazônia » Cultura » Matéria

musica

10/09/2012 às 15:45 Hêmilly Lira - jornalismo@portalamazonia.com

Pará invade o Brasil com vozes femininas

Entre os nomes da nova geração de cantoras amazônidas que entoam a singular cultura paraense estão Gaby Amarantos, Lia Sophia e Luê Soares.

MANAUS – Fafá de Belém, Liah e Banda Calypso. Estes nomes têm algo em comum: o Pará. O Estado, situado ao leste da região Norte do País, é cantado por vozes femininas que despontam na cena musical nacional e caem no gosto popular do brasileiro. Entre os nomes da nova geração de cantoras amazônidas que entoam a singular cultura paraense estão Gaby Amarantos, Lia Sophia e Luê Soares. Mulheres que carregam estilos diferenciados, mas o mesmo orgulho da terra tapajônica.

No Pará, tudo é motivo de festa e de alegria. Um povo apaixonado por sua cultura, cheio de criatividade que reflete na musicalidade. Exemplo disso é Gabriela Amaral dos Santos, mais conhecida Gaby Amarantos. A rainha do tecnobrega ganhou fama ao improvisar uma versão da música Single Ladies. A partir daí, começou a ser chamada popularmente como a ‘Beyoncé do Pará’.

Outro encontro memorável proporcionado pelo Terruá reuniu Lia Sophia, Gaby Amarantos, Luê Soares. Foto: Agência Pará

Encontro proporcionado pelo Terruá Pará reuniu Lia Sophia, Gaby Amarantos, Luê Soares. Foto: Agência Pará

A garota da periferia do Norte do Brasil lança disco solo e ganha cada dia mais o mundo, sem deixar as raízes do bairro do Jurunas, em Belém. “São muitos anos trabalhando por isso. Consegui fazer com que as pessoas entendessem essa sonoridade não só paraense, mas também amazônica”, disse Gaby ao portalamazonia.com.

Gaby Amarantos é dona de sucessos como ‘Xirley’, composição repleta de características culturais da capital como o misticismo do ‘café coado na calcinha’, e ainda a referência às famosas “Aparelhagens”, sistemas de som robustos, genuinamente paraenses. Recentemente, a cantora conquistou o lugar de ‘menina dos olhos’ da TV Globo.

Gaby Amarantos. Foto: Divulgação

Gaby Amarantos. Foto: Divulgação

Veja o videoclipe da música Xirley Xarque

Ai menina…

“Ai menina, vem, pra roda, vem…” é um dos refrões mais cantados no País, e também é paraense. A dona da música é a cantora Lia Sophia, que nasceu na Guiana Francesa mas aos dois anos de idade veio para o Brasil. A intérprete cresceu em Macapá. O talento veio de berço e seus primeiros acordes surgiram por influência da mãe, cantora de rádio. Mesmo tendo nascido em uma família de músicos, a carreira musical de Lia Sophia não foi a primeira escolha.

Tornar a música um ganha-pão aconteceu aos 17 anos, em Belém, quando Lia começou a cursar psicologia. Em 2004, o primeiro show solo foi num tradicional teatro da cidade. Em agosto de 2005, lançou seu primeiro CD, “Livre”.   Entre os sucessos deste disco estão “Eu só quero você”, de autoria da cantora; “Boca” de Débora Vasconcelos; “Velhos Sonhos” de Mapyu e Nilson Chaves e a dançante “Eu”, composta em parceria com Eliane Moura. O primeiro trabalho contribuiu para firmar Lia Sophia como um dos grandes nomes da música popular paraense.

Lia Sophia. Foto: Divulgação

Lia Sophia. Foto: Divulgação

Lia seduziu o público do SESC Vila Mariana e do SESC Pinheiros em São Paulo, em 2007. Em seguida, veio a produção do segundo CD, “Castelo de Luz”. O trabalho ousado revelou todas as facetas artísticas da cantora, também como compositora, instrumentista, arranjadora e co-produtora, ao lado de Adelbert Carneiro, diretor do disco. Mas, foi mergulhando nos grandes clássicos da música brega do Norte, e em outros ritmos típicos da região, que Lia Sophia ganhou o Brasil. Com o CD “Amor Amor Amor”, também divulgado por meio do projeto Terruá Pará, a cantora conquistou o título de dona do tema da provocante Valéria, personagem da novela Amor Eterno Amor.

“Quando compus ‘Ai Menina’, a imagem que me vinha à mente era exatamente a de uma mulher muito sedutora, de flor no cabelo e saia rodada, que conhecedora desse poder brincava de entrar e sair da dança pra chamar a atenção do seu amado”, revelou Lia, em entrevista à Globo. “A música tem tudo a ver com Valéria. Identifico-me com a intensidade com que ela vive as coisas. Sou muito apaixonada por tudo que me proponho”, completou.

Assista ao vídeo da música

No auge, a música traz à tona o carimbó, ritmo regional oriundo do Pará. A cantora afirma que se sente realizada ao ouvir sua música tocando na novela das seis. “É uma alegria enorme e uma sensação de conquista. Afinal, acho que todo artista deseja ter o seu trabalho exposto para o maior número de pessoas possível”, disse Lia.

Luê Soares

A mais nova e não menos talentosa da cena musical paraense é Luê Soares. Com 23 anos e apenas dois anos como cantora, Luê é outro nome que promete romper as fronteiras do Pará. A moça, além de cantar toca violino. É filha do músico Junior Soares, que tem mais de 20 anos de carreira e é fundador de um dos mais respeitados grupos musicais do Pará: O Arraial do Pavulagem.

Luê teve formação erudita e estudou violino pelo Conservatório Carlos Gomes. Fez parte da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFPA (OSUFPA) e integrou o Grupo Camerístico Quorum. Nas festas de família, ela percebeu que as pessoas paravam para prestar atenção em sua voz, e a partir daí, decidiu seguir carreira.

Veja música Sei Lá de Luê Soares

Com menos de um ano de carreira, Luê teve participação em shows e projetos importantes da cidade de Belém. Em destaque o Terruá Pará, show composto por vários artistas paraenses no Auditório Ibirapuera – São Paulo.

Os mais recentes “acontecimentos” na vida precoce da artista apareceram sob o anúncio de um disco de estreia patrocinado pelo programa Natura Musical e a turnê de “Tu Já Rainha” no Circuito Sesc Amazônia das Artes 2012. Luê Soares se prepara para o lançamento de seu disco de estreia gravado em São Paulo com produção de Betão Aguiar (filho do Novo Baiano Paulinho Boca de Cantor) e participações de Arnaldo Antunes e Curumin.

Luê Soares. Foto: Divulgação

Luê Soares. Foto: Divulgação


Lenny B

Lenny B. Foto: Divulgação

Lenny B. Foto: Divulgação

Para compor o caldeirão de talentos que o Pará exporta, por que não citar Lenny B. A cantora estreia no segmento da e-music nacional com o single “Look At Me Now”, de composição própria e que tem tudo para tornar um grande hit.

Com destaque até em uma das maiores revistas de música eletrônica, a Dj Sound, Lenny desponta como mais uma promessa da música marajoara.

A produção do single ficou por conta do renomado DJ Tom Hopkins, que já teve sucessos como “Set Me Free” e “Destiny”, em parceria com o DJ Anthony Garcia. “Look At Me Now” já ultrapassou os 300 mil acessos no Youtube em apenas quatro meses (o que para a música eletrônica no cenário brasileiro é uma marca expressiva).

Lenny Bellard, seu nome autêntico, ficou conhecida ao conquistar o 3º lugar no programa Ídolos em 2007. A cantora já mora em São Paulo há quatro anos e é uma das grandes promessas do House Music Nacional para 2012. Com uma performance de tirar o fôlego, batidas surpreendentes e uma pitada latina, Lenny B promete balançar as estruturas das baladas do Brasil e do mundo com sua turnê Look At Me Now.

No próximo dia 17 de setembro, todas as atenções se voltam para o Prêmio Multishow. E as vozes da terra tapajônica também serão destaque no evento. Entre elas, a musa do tecnobrega Gaby Amarantos, Felipe Cordeiro e Lia Sophia.

COMENTÁRIOS