Matrinchã

Thumb

A fauna ictiológica da Amazônia é incomparável, sendo considerada a maior do mundo, dado a variedade substancial desses seres aquáticos de couro, também chamados de pele e de escamas, atingindo mais de 1.200 espécies de peixes comestíveis existentes nos rios e lagos, nos igarapés sem esquecer os encontrados nos pânicos e nos igapós e os vem direto do mar. De tamanhos diversificados alguns chegam a medir três metros. Conheça alguns peixes da Amazônia:


Matrinchã e a sarda: são peixes muito gordos e comem-se, geralmente assado na brasa depois de limpos e ticados dada muita incumbência de espinhas. De porte grande, mede de 2 a 3 metros de comprimento é abundante não só nos rios da Amazônia como em vários outros do território brasileiro.
Cientificamente conhecido como brycon SP pertence à família de peixes como corpo lateralmente deprimido e maxilar inferior proeminente, sendo AS principais características corpo de coloração prateada, nadadeiras e cauda escura e AS restantes alaranjadas, a boca tem dentes pontiagudos dispostos em varias fileiras NO maxilar superior, podendo alcançar 60 centímetros de comprimento e pesa cerca de cinco quilos. Encontrado principalmente nas bacias amazônicas e Araguaia-Tocantins, onde vivem em águas claros principalmente junto troncos e pedras submersas, alimentam-se de frutos, sementes, insetos e peixes pequenos.



» Conheça Também

Thumb2

Geral

Tancredo Neves, bairro de Manaus

O bairro Tancredo Neves surgiu através da ocupação das áreas localizadas na estrada que ligava o São José Operário à Cidade Nova, hoje avenida Autaz Mirim, antiga Grande Circular, em meados da década de oitenta. Igual aos demais bairros da Zona......

Leia Mais

Thumb2

Geografia

Pororoca

Pororoca é o fenômeno produzido pelo encontro das correntes de maré com as correntes fluviais, em geral em desembocaduras e baías onde existe grande variação entre as marés alta e baixa. O fenômeno ocorre quando as águas da maré crescente procuram......

Leia Mais